5 Atitudes que devem ser evitadas pelos Pais

5 Atitudes que devem ser evitadas pelos Pais

“Os pais precisam aprender a amar seus filhos com o amor de Deus, porque é a única garantia de que não desistirão deles”

 

  1. Indiferença – o amor tudo crê

A indiferença é aquela atitude de não se importar, de fazer de contas que o problemanão é seu. Isso apenas vai colocar mais lenha na fogueira, pois muitas vezes tudo o que o adolescente quer é chamar a atenção para si. A indiferença dos pais só vai gerar nele mais desejo de aprontar.

Em qualquer fase da vida dos filhos, os pais devem saber expressar o seu amor por eles, na adolescência, principalmente. A indiferença não é sinônimo de amor, pelo contrário, é sinônimo de alguém que não ama, pois aquele que ama tudo crê. Crer é uma atitude do coração, indiferença expressa apenas desprezo no coração.

A Bíblia menciona a atitude de Davi como pai, de como ele agiu com indiferença em relação ao pecado de Amnon, que violentou sua irmã Tamar, e depois com Absalão, quando este matou seu irmão. A indiferença não ajudou em nada, só piorou as crises familiares de Davi, e o pior, custou a vida de dois filhos. Cuidado! Normalmente o que está por trás da indiferença dos pais é um coração ofendido, magoado com seus filhos. Pais também precisam aprender a perdoar os filhos. Este é o começo da conversão do coração dos pais aos filhos.

 

  1. Conformismo − o amor tudo espera

Conformar-se é aceitar as circunstâncias, é achar que tudo é normal, que faz parte da idade. Nem tudo é aceitável. Se você permitir que seu filho se desvie dos princípios da Palavra, achando que ele voltará espontaneamente a praticá-los, você está enganado. Os filhos precisam ser protegidos de si mesmos quando suas ações podem prejudicá-los e afastá-los de Deus.

O amor tudo espera. Pais que amam esperam por mudanças de comportamento, de atitude, esperam por arrependimento, esperam por uma conversão genuína de seus filhos. Pais que amam são inconformados com a perda dos filhos. Não se conforme com aquilo que é moderno, diz a Palavra, em Romanos 12.2. Não se conforme com uma adolescência sem Deus, não se conforme com o mundo, não se conforme com nada que contradiga o que a Palavra de Deus diz sobre seus filhos.

O fato de você não se conformar é que vai levá-lo a orar e buscar em Deus a resposta, a sabedoria, o amor pelo seu filho. Quem é conformado não ora, não espera nada. Somente pais inconformados veem a glória de Deus na vida dos filhos.

 

  1. Autoritarismo − o amor não se ensoberbece

O autoritarismo é tentar alcançar resultados pela força humana. Em Jeremias 17.5, diz: “Maldito o homem que confia no homem, faz da carne mortal o seu braço”.Não confunda firmeza, que falamos anteriormente, com autoritarismo. O autoritarismo é quando você usa da força natural, do entendimento natural, e não depende de Deus.

O amor não se ensoberbece, ou seja, quem ama não age com soberba, sobrepondo-se aos outros. Deus resiste aos soberbos, porque eles agem na sua força, no seu braço, e não na força de Deus.

Os pais devem ter muito cuidado. Muitos perdem os filhos na adolescência,perdem a comunicação, perdem os filhos para o mundo, pois alguns se desviam do Senhor e perdem o amor, perdem o coração, e alguns, até a vida. Nesse mesmo capítulo de Jeremias 17.7, está escrito: “Bendito o homem que confia no SENHOR e cuja esperança é o SENHOR”. A maneira mais segura de você ganhar de volta o coração de seu filho é colocando a sua esperançano Senhor.

Lembre-se: se o Senhor não vigiar a casa, em vão trabalha a sentinela! (Sl 127). Você é uma sentinela, que depende de outra sentinela maior, o Senhor, aquele que não dorme e que é fiel em cumprir a sua palavra. Confie n’Ele. Você não precisa abrir mão da sua autoridade, mas precisa saber fazer bom uso dela, com sabedoria. Jesus conquistou toda autoridade no céu e na terra quando foi para a cruz, com você não será diferente. Quando alguém não reconhecer a sua autoridade, vá para acruz, porque lá sua autoridade é restaurada pelo Pai.

 

  1. Desânimo − o amor tudo suporta

Um dos grandes problemas dos pais, mais os homens do que as mulheres, é desanimar. Em alguns casos, é compreensível, mas não aceitável.

O cansaço gera o desânimo. Mas a Bíblia diz que aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças: “Mas os que esperam no SENHOR renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam” (Is 40.31).

A palavra “renovar” significa “substituir”. A maneira de Deus renovar a força dos paisé substituindo-a pela sua. Quando você estiver se sentindo cansado e desanimado como pai ou mãe, vá para os pés do Senhor, lá Ele vai substituir o seu desânimo pela força d’Ele, o resultado será que você vai voar mais alto, subir com asas como águia.

 

  1. Desistência − o amor jamais acaba

O alvo do diabo é roubar os nossos filhos, é roubar a sua herança. Se você desistir deles, estará entregando-os nas mãos do diabo. Por isso, não desista!

Uma das parábolas mais lindas da Bíblia é a do pai do filho pródigo (Lucas 15). Aquele pai nunca desistiu do filho que aprontou. Penso que o filho pródigo deveria ser um adolescente, embora a Bíblia não diga. A verdade é que ele saiu de casa e viajou pelo mundo para viver a sua vida independentemente dos valores do seu pai. Mas os olhos do pai estavam todos os dias na estrada, até que um dia ele viu o filho voltando para casa. É interessante porque o pai o avistou primeiro, o que mostra que o pai o esperava.

O que Jesus quis ensinar com essa história? Que o amor jamais acaba. O amor humano pode acabar, mas o amor de Deus jamais! Os pais precisam aprender a amar seus filhos com o amor de Deus, porque é a única garantia de que não desistirão deles.