A noite vai passar

Quando você crê e sabe que é amado, você passa pela noite escura no descanso do Senhor.

Todos nós passamos por estações e tempos em nossa vida. Existem estações especiais de visitação do Senhor. É verdade que Ele está sempre conosco e nunca nos deixa. É verdade que somos habitação d’Ele, mas precisamos admitir que há estações em que sentimos mais o seu fluir. Nessas ocasiões, é fácil orar e receber revelação na Palavra, os frutos brotam em abundância e temos grande disposição para servi-lo.

Mas há outros momentos em que, queiramos ou não, fazem parte de nossa vida. Todos nós, em algum momento, vamos passar por noites sombrias e escuras. Enquanto estivermos aqui, estaremos sujeitos a isso, mas a promessa do Senhor em Apocalipse é que chegará o dia em que não mais haverá noite (Ap 22.5).

Talvez você esteja passando por um tempo de lutas e de lágrimas, a depressão tem assaltado o seu coração e você não consegue entender o que está acontecendo. O Senhor sabe o que você tem passado. Este é um tempo de noite sombria.

Bendigo o SENHOR, que me aconselha; pois até durante a noite o meu coração me ensina. (Sl 16.7)

Quando você estiver no meio da noite, lembre-se de que, mesmo nessas circunstâncias, o Senhor vai instruí-lo. Você precisa saber o que o Senhor quer ensiná-lo nessas situações. Muitas vezes, nós mesmos somos o problema. Nós mesmos fizemos a bagunça e não sabemos como sair dela.

Na maioria das vezes, porém, a crise da noite que atravessamos é resultado de ataques do diabo. Nós estamos numa guerra espiritual e esta é uma das razões por que no céu não haverá noite, é porque não haverá mais inimigos. Tenha bom ânimo, a noite vai passar e a alegria virá encontrá-lo pela manhã. A promessa é que, ao anoitecer, pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã (Sl 30.5). A alegria vem porque ela é uma pessoa, é o próprio Senhor Jesus.

Abraão foi justificado à noite

Em Gênesis 14, lemos que Abraão teve uma grande vitória. Ele e seus trezentos e dezoito homens haviam vencido o exército de quatro reis. Aquilo havia sido sensacional. Na volta da batalha, Melquisedeque veio ao seu encontro com pão e vinho. Ele abençoou Abraão em o nome do Deus Altíssimo, e Abraão, cheio de gratidão, entregou-lhe o dízimo de tudo. Abraão estava como um crente em fim de conferência, cheio de alegria e fé.

Todavia, no capítulo 15, o Senhor vem ter com Abraão e lhe diz: “Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo, e teu galardão será sobremodo grande”. Há duas coisas em que precisamos atentar aqui. A primeira é que Abraão estava com medo. O Senhor só lhe diz “não tenha medo” quando você está sentindo medo.

Mas por que Abraão estaria com medo depois de uma vitória tão grande? Ele havia derrotado quatro reis. Abraão talvez estivesse pensando que esses generais estariam se organizando para contra-atacá-lo. É nesse momento que o Senhor lhe aparece numa visão. A visão era de um escudo. Não um escudo do tipo do Capitão América, mas um escudo que protegia todo o corpo. Abraão certamente estava angustiado sem conseguir dormir, mas o Senhor lhe dá uma visão de um escudo guardando-o. Hoje, nós somos filhos de Abraão e podemos desfrutar da mesma promessa de proteção. À noite, quando você estiver sob ataque, sem conseguir dormir e sentindo-se amedrontado, saiba que o Senhor é um escudo para protegê-lo. Receba um cântico durante a noite. Jó diz que o Senhor nos dá cânticos de vitória durante a noite (Jó 35.10).

Na Palavra de Deus, a noite é um símbolo de lutas, provações e tristezas (Sl 77.6). Mas a noite não é só um símbolo, ela mesma pode ser muito angustiante e insone.

Mais adiante, o Senhor conduz Abraão para o lado de fora para ele contar as estrelas e, nesse momento, ficamos sabendo que era noite. Os nossos maiores desafios são durante a noite. As noites costumam ser severas, sofremos com insônia, é o momento que sentimos mais depressão e medo. Quando estamos doentes, é o momento em que a febre e a dor parecem mais lancinantes.

E a palavra do Senhor declara que Abraão creu em Deus e isso lhe foi imputado para justiça (Gn 15.6). No meio da noite, cercado por pensamentos de angústia e medo, Abraão creu na palavra do Senhor. Ele foi justificado pela fé durante a noite. Foi num momento sombrio de uma noite escura que ele creu no Senhor e por isso foi justificado.

Uma noite com leões

A Palavra de Deus nos conta que Daniel também passou por uma noite escura. Foi uma longa noite deitado com leões. De maneira simbólica, todos nós já enfrentamos leões durante a noite de uma enfermidade, uma crise conjugal, financeira ou até espiritual. Todos nós já dormimos com leões de alguma maneira.

Você conhece a história, Daniel tinha grande favor da parte do rei Dario. Ele se destacava entre todos os oficiais do rei que pensava em estabelecê-lo como primeiro ministro sobre todo o império. Isso despertou o ciúme e a inveja dos outros oficiais que passaram a tramar contra Daniel. Mas, por mais que tentassem, não achavam falha em Daniel, pois ele era irrepreensível em todas as coisas do reino.

Aqueles homens, então, perceberam que a única maneira de acusar Daniel seria por meio de sua devoção a Deus. Eles observaram que Daniel, de joelhos, orava diariamente, três vezes ao dia, no quarto de cima de sua casa, com as janelas abertas.

Aqueles oficiais foram e pediram ao rei que, durante um mês, qualquer homem que fizesse uma petição a qualquer deus que não fosse o rei seria lançado na cova de leões. Eles sabiam com certeza que Daniel não iria parar de orar a Deus, então esta seria a maneira de derrubá-lo. Havia algo peculiar sobre a lei dos medos e persas: é que, uma vez sancionada pelo rei, uma lei não podia ser revogada.

O mais impressionante é que, mesmo depois de ficar sabendo a respeito do decreto, Daniel continuou orando no quarto de cima de sua casa com as janelas abertas, exatamente como costumava fazer.

Aqueles homens foram e acharam a Daniel orando. Imediatamente, foram ao rei e o lembraram do interdito real de que seria lançado na cova dos leões qualquer um que orasse a um deus que não fosse o rei.

Quando o rei ouviu essas coisas, ele ficou penalizado por Daniel e se empenhou de todas as formas para salvá-lo da condenação. Mas a lei dos medo-persas não podia ser alterada e nem revogada. Assim, o rei não teve outra alternativa senão ordenar que Daniel fosse lançado na cova de leões (Dn 6.1-16).

Daniel foi lançado na cova e esteve ali durante toda a noite. Foi a noite escura da provação, mas, no fim, o Senhor o livrou. E por que Daniel foi livrado no meio da noite? Assim como Abraão, Daniel venceu na noite escura unicamente porque creu no Senhor.

Então, o rei se alegrou sobremaneira e mandou tirar a Daniel da cova; assim, foi tirado Daniel da cova, e nenhum dano se achou nele, porque crera no seu Deus. (Dn 6.23)

Quando você estiver passando pela noite escura e não conseguir compreender o que está acontecendo, simplesmente creia. Não há nada a fazer a não ser crer.

Os seus amados recebem enquanto dormem

A maior parte dos salmos foi escrito por Davi, mas o Salmo 127 foi escrito por Salomão.

Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão que penosamente granjeastes; aos seus amados ele o dá enquanto dormem. (Sl 127.2)

Em si mesmo, não há nada de errado em levantar de madrugada, dormir tarde ou comer o pão granjeado penosamente. Mas, se você está dormindo tarde e se levantando de madrugada porque está ansioso e não consegue dormir, então você come um pão de dores e angústia. Um pão ganho penosamente é um hebraísmo, que significa algo cheio de ansiedade e preocupação.

O Senhor diz que uma vida vivida assim é inútil. Esta não é a vida que Ele planejou para nós. Precisamos descansar a nossa alma e dormir o descanso do Senhor. A promessa do Pai é que aos seus amados Ele o dá enquanto dormem.

Salomão, o autor desse salmo, também era chamado de Jedidias, que significa “amado do Senhor”.

Davi o entregou nas mãos do profeta Natã, e este lhe chamou Jedidias, por amor do Senhor. (2 Sm 12.25)

Seu pai era Davi, cujo nome tem a mesma raiz no hebraico e significa “amado”. É necessário um Davi, que quer dizer “amado”, para derrubar e vencer Golias. Mas também é necessário um Jedidias, amado do Senhor, para edificar a Casa de Deus. Você precisa saber que é amado para vencer o inimigo e edificar a Casa de Deus.

Agora, ficamos sabendo que aos seus amados o Senhor dá enquanto dormem. Essa afirmação pode ter dois sentidos. Pode significar que o Senhor dá o sono aos seus amados, de forma que eles recebem enquanto descansam, mas pode também ter o sentido de que Deus trabalha pelos seus amados até mesmo quando estão dormindo.

O ponto central, entretanto, é que você precisa ter um profundo sentimento de que você é amado. Quando você crê e sabe que é amado, você passa pela noite escura no descanso do Senhor. E enquanto você descansa, Ele lhe dará a provisão.

Ele virá na hora mais escura

Logo a seguir, compeliu Jesus os discípulos a embarcar e passa adiante dele para o outro lado, enquanto ele despedia as multidões. E, despedidas as multidões, subiu ao monte, a fim de orar sozinho. Em caindo a tarde, lá estava ele, só. Entretanto, o barco já estava longe, a muitos estádios da terra, açoitado pelas ondas; porque o vento era contrário. Na quarta vigília da noite, foi Jesus ter com eles, andando por sobre o mar. E os discípulos, ao verem-no andando sobre as águas, ficaram aterrados e exclamaram: É um fantasma! E, tomados de medo, gritaram. Mas Jesus imediatamente lhes disse: Tende bom ânimo! Sou eu. Não temais! (Mt 14.22-27)

A Palavra do Senhor diz que Jesus subiu ao monte para orar e, ali de cima, Ele viu os seus discípulos lutando contra as ondas do mar, porque o vento era contrário. O Senhor, então, foi andando sobre o mar para encontrá-los. E o Espírito Santo declara que era a quarta vigília da noite.

Os judeus dividiam a noite em quatro vigílias. A primeira era das seis às nove horas da noite; a segunda, das nove até a meia-noite; a terceira, da meia-noite até as três da manhã; e a quarta, das três até as seis da manhã. A quarta vigília é a parte mais escura da noite. Isso significa que, no momento mais escuro e difícil da sua situação, o Senhor virá até você.

Mas não apenas isso, Ele virá a você de uma maneira que você nunca imaginaria. Os discípulos nunca haviam visto o Senhor andar sobre as águas. O Senhor fará algo completamente novo e surpreendente em sua vida.

Os discípulos ficaram muito assustados, e você também pode ficar assombrado com a forma como o Senhor lhe dará a vitória. Não será de uma maneira habitual, mas será imprevisível e inexplicável.

E, para que você sinta segurança, Ele lhe dirá o mesmo que disse aos seus discípulos: “Sou eu”. Essa afirmação certamente lhe soa familiar, pois é o nome de Deus revelado a Moisés: “Eu Sou”. Nos seus dias mais sombrios, ouça a palavra do Senhor: “Não tenha medo”.

Talvez você tenha recebido um diagnóstico ruim dos médicos e agora nem mesmo consegue dormir à noite. Creia no Senhor. Descanse e durma, pois, enquanto você dormir, Ele lhe dará a vitória. Suas noites se tornaram como a de Daniel deitado com leões, mas o Senhor está com você. Não tema!

Lembre-se de que você é amado

Por fim, preciso lhe dizer que Deus instituiu uma ordenança tanto para Israel quanto para a igreja. No Velho Testamento, Deus instituiu uma noite para ser lembrada, a noite da Páscoa. Foi naquela noite quando o anjo da morte passava pelas casas que eles comeram o cordeiro. O sangue estava nos umbrais da porta e o cordeiro estava sobre a mesa.

No Novo Testamento, sabemos que o Senhor Jesus, “na noite em que foi traído, tomou o pão; e, tendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim. Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou também o cálice, dizendo: Este cálice é a nova aliança no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim” (1 Co 11.23-25).

O Senhor Jesus estava atravessando a noite escura e nos disse que devemos partir o pão quando atravessássemos a nossa própria noite escura. Quando você partir o pão, lembre-se de que você é amado do Senhor. Aos seus amados Ele dá enquanto descansam n’Ele.

Perguntas para compartilhar:

1. O que tem sido “noite” em sua vida?

2. Qual o motivo de não haver “noite” no céu?

3. O que é preciso fazer quando estiver passando por momentos de lutas, provações e tristezas?

Tags