Há graça para avançar em tempos difíceis

Não devemos permitir que as circunstâncias ou a obra do inimigo nos desencorajem ou nos tornemos passivos. Agora, mais do que nunca, é hora de a igreja avançar para novas áreas.

Naquele dia, levantou-se grande perseguição contra a igreja em Jerusalém; e todos, exceto os apóstolos, foram dispersos pelas regiões da Judeia e Samaria […] Entrementes, os que foram dispersos iam por toda parte pregando a palavra. (At 8. 1b, 4, grifo nosso)

No versículo 1 do capítulo 8 de Atos, lemos que uma grande perseguição ocorreu “contra a igreja” em Jerusalém. A batalha de satanás sempre foi “contra a igreja”, pois é o único poder que é capaz de resistir-lhe. Mesmo assim, no fim do capítulo, lemos que a igreja avançou para a Judeia e Samaria. Eu acredito que a igreja está sob ataque hoje, mas isso só nos fará avançar mais. Minha intenção hoje é lhe dar uma visão profética do que está acontecendo no mundo a fim de que a fé possa ser gerada em seu coração em relação às coisas boas que o Senhor reservou para a sua igreja.

Como na antiga Jerusalém, a igreja hoje tem crescido. O evangelho da graça trouxe multidões à salvação e libertou outras multidões da condenação para que pudessem ser usadas pelo Senhor. Satanás agora está reagindo contra isso. Os ataques vêm contra a igreja de diferentes formas – como perseguições e pandemias –, mas a fonte é infernal e o objetivo é limitar o avanço do reino de Deus.

As restrições atuais significam que, em muitos países, os crentes não podem se reunir para adorar. Na Califórnia, as pessoas podiam cantar canções mundanas, mas não canções de adoração. Elas podiam ir aos cassinos, mas não à igreja. O distanciamento social está dificultando a evangelização e o cuidado com o próximo. O uso de máscaras torna difícil testemunhar e adorar. Parece que todas essas coisas estão trabalhando juntas para cumprir a profecia de que, nos últimos dias, os corações dos homens esfriarão.

Entretanto, não estou dizendo essas coisas para fazer você lamentar e baixar a cabeça, porque há outro lado dessa história. Estes podem ser tempos difíceis, mas também serão os melhores. Veja, há momentos em que o Senhor permite que certas circunstâncias negativas ocorram para o avanço do seu reino. O Senhor permite a oposição para mostrar a sua graça e a sua glória. Na época de Moisés, Deus permitiu que o coração de Faraó se endurecesse para Ele mesmo mostrar o seu coração bondoso e cuidadoso para com o seu povo.    

1. O Senhor usava crise para levar os seus servos a novos lugares e a novos níveis

Os discípulos não puderam continuar pregando e se reunindo em Jerusalém, então partiram para novas zonas e ministraram a novas pessoas. Da mesma forma, quando surge oposição, é uma oportunidade para o Senhor levar os seus servos a lugares novos. 

José foi traído injustamente em três ocasiões distintas. Em primeiro lugar, os seus irmãos, por ciúme dele, venderam-no a comerciantes ismaelitas para ser um escravo no Egito. Em seguida, a esposa de seu mestre, Potifar, acusou-o falsamente de tentativa de estupro. Então, o copeiro-chefe na prisão não cumpriu sua promessa de pleitear a causa de José ao rei. No entanto, dois anos depois, ele foi lembrado como um intérprete de sonhos e ajudou Faraó a entender os sonhos que visualizava em sua cama à noite, passando de prisioneiro a primeiro-ministro em um dia. Deus levantou o seu servo para não ser simplesmente uma bênção para o seu pai, Jacó, mas uma bênção para Faraó e todas as nações da terra.

Eu creio que a história de José é um quadro profético para nós de graça e fé. Deus está querendo levantar uma nova geração, cheia de graça e fé para dar comida espiritual ao mundo de hoje.

Não podemos nos reunir no prédio como antes, não podemos sair sem máscaras, não podemos testemunhar facilmente aos nossos vizinhos ou impor as mãos sobre os enfermos, mas o Senhor está usando isso para que o seu reino avance por outros meios. Anteriormente, poucos pastores tinham serviços on-line, agora quase todos têm. Anteriormente, poucos crentes compartilhavam ativamente a sua fé nas redes sociais, agora milhões estão fazendo isso.

As regras atuais significam que não podemos realizar grandes reuniões, cruzadas públicas, então vamos levar o evangelho de casa em casa como nunca antes e multiplicar muito mais células. A Conferência Radicais Livres foi o maior evento em nossa história e aconteceu em casas, em vez de um estádio.

2. O Senhor usava a crise para cumprir a sua comissão


Os discípulos receberam o Espírito Santo para pregar em Jerusalém, Judeia e Samaria, e até os confins da terra:

Mas você receberá poder quando o Espírito Santo descer sobre você; e sereis minhas testemunhas em Jerusalém, e em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra. (At 1.8)

Eles começaram em Jerusalém, mas não deram os próximos passos para Samaria e Judeia. Há pessoas que pensam que isso pode ter sido simplesmente por estar em uma zona de conforto ou pelo prazer de ver seus compatriotas salvos. Talvez os apóstolos ainda tivessem um preconceito em relação aos estrangeiros. Nos Evangelhos, lemos que os discípulos queriam invocar o fogo contra os samaritanos, mas creio que eles pensavam que foi melhor ficar em Jerusalém para cuidar a obra. Portanto, o Senhor usou a perseguição para derrubar esse muro de divisão para com os gentios e avançar o seu reino.  Seja qual for o caso, os apóstolos ficaram para trás e os discípulos foram espalhados por novos lugares. 

Podemos ver aqui que o Espírito Santo não nos forçará a ir pregar a todas as nações, como é a comissão, mas a vontade de Deus será feita mais cedo ou mais tarde por muitos ou poucos, quer escolhamos ir ou não, Ele levantará outros para fazerem isso.  Este evangelho “será pregado” em todas as nações e então virá o fim (Mt 24.14). Deus fará o trabalho de alguém antes do fim.

A parábola do homem rico que deu um grande banquete relata que ele enviou o seu servo para primeiro convidar os seus amigos e, em seguida, convidar estranhos nas ruas e becos, e finalmente, pelos caminhos e atalhos, porque ainda havia espaço na casa.  Eu creio que isso é um quadro profético dos moveres de Deus. 

Depois, lhe disse o servo: Senhor, feito está como mandaste, e ainda há lugar. Respondeu-lhe o senhor: Sai pelos caminhos e atalhos e obriga todos a entrar, para que fique cheia a minha casa. (Lc 14.22-23)

Os caminhos são rodoviários que levam pessoas para o seu destino rápido e apontam para a internet e formas de comunicação rápidas. A palavra “atalho” no grego é “phragmos” e significa uma “cerca ou divisão”, ou seja, um lugar difícil para entrar.  Eu creio que Deus está abrindo essas duas portas para a igreja na sua última chamada para a sua festa celestial. Há países fechados que vão se abrir e há lugares como casas de descrentes que vão se abrir para o evangelho. 

3. O Senhor usava a crise para colocar todo o seu corpo em ação

Entrementes, os que foram dispersos iam por toda parte pregando a palavra. Filipe, descendo à cidade de Samaria, anunciava-lhes a Cristo. As multidões atendiam, unânimes, às coisas que Filipe dizia, ouvindo-as e vendo os sinais que ele operava. Pois os espíritos imundos de muitos possessos saíam gritando em alta voz; e muitos paralíticos e coxos foram curados. E houve grande alegria naquela cidade. (At 8.4-8)

Não foram os apóstolos que foram para Samaria, mas os “dispersos”, ou os crentes comuns que estavam fugindo da perseguição. Dessa forma, o Senhor colocou toda a igreja no ministério na linha de frente. Os samaritanos locais iriam querer saber por que estavam fugindo e os crentes teriam explicado que era devido à sua fé em um Messias ressurreto.

Aqueles que serviam de maneiras mais práticas tornaram-se testemunhas, pregadores e mestres.

Filipe era um diácono, agora ele havia se tornado um evangelista de sinais e maravilhas que sacudiu a cidade, curou milagres e libertou pessoas de demônios. Filipe pregou Cristo aos samaritanos e toda a cidade foi salva. Eu creio que, à medida que magnificamos a obra de Cristo, muitas multidões serão salvas nestes últimos dias. Ele não pregava um curso de autoajuda para curar e libertar pessoas, mas anunciava o Cristo. Quando a mensagem está certa, os milagres acontecem.

Em um experimento na Universidade de Harvard, os organizadores colocaram um grupo de alunos em um barco no meio de um lago e pediram que eles remassem até a costa. Todos eles remaram em direções diferentes e não foram a lugar nenhum. Até que um aluno se levantou e os encaminhou para todos remarem em unidade até um ponto na costa. Dessa forma, eles cumpriram a tarefa. O organizador, então, retirou o aluno que havia dado as instruções e levou os outros de volta ao meio do lago e pediu-lhes mais uma vez que remassem até a margem. O mesmo processo aconteceu, até que um dos alunos restantes se levantou e encaminhou os outros para um determinado ponto da margem. O experimento provou que, quando líderes são retirados de um grupo, novos líderes ocupam suas posições.

O mesmo ocorre com a igreja. Os apóstolos não estavam entre aqueles que foram dispersos, e muitos crentes se envolveram mais profundamente no ministério e novos líderes surgiram.

Conclusão

Nunca é tarde demais para se envolver no mover de Deus

Ouvindo os apóstolos, que estavam em Jerusalém, que Samaria recebera a palavra de Deus, enviaram-lhe Pedro e João; os quais, descendo para lá, oraram por eles para que recebessem o Espírito Santo; (At 8.14-15, grifo nosso)

Os apóstolos ouviram sobre o mover de Deus em Samaria, ficaram animados e lhes enviaram Pedro e João para ajudar. Filipe havia guiado os samaritanos à salvação, cura e liberdade dos demônios. Agora, os apóstolos vieram solidificar a obra pela imposição de mãos para o enchimento do Espírito Santo. Isso nos mostra que, embora eles não tivessem respondido inicialmente, pela graça de Deus, eles ainda foram usados por Deus.

Não é tarde demais para você se envolver no que está acontecendo hoje. Talvez você tenha ficado perplexo com o novo normal e se paralisou. Mas ainda tem graça para você entrar o mover de Deus. Por exemplo, você pode e deve iniciar um canal no YouTube e uma ação nas redes sociais.

Também os apóstolos trouxeram os seus próprios dons a Samaria. Você também trará algo novo para a mesa. O seu próprio dom será liberado para o povo.

João Marcos se afastou do Senhor quando abandonou Paulo e Barnabé, mas depois voltou e trouxe a sua própria utilidade para o apóstolo Paulo.

Pegue Marcos e traga-o com você, pois ele é útil para mim no ministério. (2 Tm 4.11)

Não devemos permitir que as circunstâncias ou a obra do inimigo nos desencorajem ou nos tornemos passivos. Agora, mais do que nunca, é hora de a igreja avançar para novas áreas.

Perguntas para compartilhar:

– O que o tem impedido de agir no mover de Deus?

– Quais ferramentas você tem utilizado para evangelizar durante a pandemia?

Tags