O Dom da Justiça

O Dom da Justiça

Três coisas são necessárias para reinarmos em vida. Primeiro, precisamos receber de Deus, ou seja, não conquistamos pela força do nosso braço, mas recebemos das mãos de Deus.

O segundo princípio é que precisamos receber a graça abundante. Onde abundou o pecado, superabundou a graça de Deus. Se você recebeu a abundância da graça, significa que você era muito pecador, mas a graça foi ainda maior do que o seu pecado.

A terceira condição para reinarmos em vida é recebermos o dom da justiça. A justiça é um dom de Deus. Nós fomos feitos tão justos quanto Jesus. Isso acontece porque a minha justiça não depende das minhas obras. A minha justiça é Cristo. Isso significa que nem no céu você será mais justo do que é hoje, porque a sua justiça é Cristo.

A sua justiça não são as suas boas obras, a sua justiça é Cristo. Ela é um dom, um presente de Deus para aquele crê em Cristo. Não há nada que você possa fazer para Deus amá-lo mais e não há nada que você faça que o leve a amá-lo menos. Seu direito de ser justo foi comprado pelo sangue de Jesus. Mas muitos crentes ainda vivem debaixo de condenação e acusação. Nunca poderemos reinar em vida debaixo de culpa. Simplesmente não temos fé quando estamos debaixo de condenação.

Aquele que sabe que foi justificado tem grande ousadia para servir a Deus. Como alguém pode liderar sem essa ousadia? Ninguém tem ousadia se vive debaixo de acusação. Mas ganhamos ousadia e fé quando confrontamos o diabo declarando que “aquele que não conheceu pecado, Deus o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus” (2Co 5.21).

Precisamos declarar que não depende do que fazemos, mas depende da justiça de Cristo. Eu tenho a justiça de Cristo. Eu posso pregar e testemunhar porque eu tenho a justiça de Cristo. Eu posso orar pelas pessoas por causa da justiça de Cristo que está em mim. Deus vai me usar por causa da justiça de Cristo. Porque tudo já foi consumado na cruz, eu agora posso reinar em vida.

Por causa da obra consumada de Jesus, a ira de Deus não pode mais estar sobre nós. Toda a ira de Deus por causa do pecado caiu sobre o Senhor Jesus na cruz. Se toda a ira já caiu sobre Jesus, então Ele não pode estar irado conosco. Não estamos mais debaixo da velha aliança, segundo a qual Deus às vezes estava feliz com você e às vezes estava zangado. Hoje, Ele tem total prazer em você por causa de Jesus.

Pare de olhar para si mesmo, procurando alguma justiça. Lance fora toda introspecção. Existe um grande perigo na introspecção. Ficar o tempo todo se analisando e se vasculhando para ver se há algo errado o leva ao abismo. Pode parecer zelo e santidade, mas, na verdade, é a carne tentando se justificar diante de Deus sem depender do sangue de Jesus.

Precisamos reconhecer que já fomos justificados. Hoje, somos justos por causa da obra consumada na cruz. Não precisamos ficar nos analisando, porque esta é a função do Espírito. Se houver algo errado em você, Ele vai trazer luz e você poderá se arrepender e mudar de conduta. Já fomos perdoados de todo pecado e de toda iniquidade.

Muitos confundem a introspecção com o convencimento do Espírito Santo a respeito do pecado. Hoje, não precisamos mais ser convencidos do pecado, já fomos quando nos convertemos. Hoje, o trabalho do Espírito Santo é nos convencer da justiça (Jo 16.8).

Esta é a maneira de você discernir a diferença entre a acusação do diabo e a obra do Espírito Santo. Muitos estão debaixo da acusação maligna pensando se tratar da ação do Espírito Santo. Quando o Espírito opera, Ele nos convence de que, mesmo quando falhamos, somos justiça de Deus em Cristo. Ele nos convence de que já fomos perdoados.

A vontade de Deus é que você possa reinar em vida. Se você tiver revelação da abundante graça e do dom da justiça, você será conduzido a uma vida de vitória e abundância. Não é da vontade de Deus que você viva uma vida miserável. Há vida abundante disponível para você. Você pode desfrutar da sensação maravilhosa de estar em paz com Deus. Eu não tenho mais dívida com Ele, pois Jesus pagou tudo.

Se você reinar em vida no seu trabalho, todos verão que você é abençoado. Você pode ser um empresário abençoado, um estudante abençoado, um pai e marido abençoado. O sucesso é parte da sua herança. O fracasso, a miséria e a derrota não são mais para você. Você pode reinar em vida e ter uma casa cheia de alegria e paz. Você pode dar comando ao diabo e ele terá de obedecer. Você pode dar ordens às circunstâncias e elas terão de mudar. Contudo, para ter essa ousadia, você precisa primeiro aprender a receber, depois se encher da abundante graça e, por fim, crer que recebeu o dom da justiça. Você foi chamado para reinar em vida. Você foi destinado para a glória.

Fonte: Fundamentos de um ministério frutífero – Pr. Aluízio Silva