Valores da Igreja em Células

Valores da Igreja em Células

Uma igreja em células não é caracterizada apenas pelas reuniões menores nos lares, mas também por seguir valores espirituais. As células definem nossa estrutura, mas os valores definem a forma como vemos a vida da igreja.

Os valores da igreja em célula falam daquilo em que acredi- tamos. É a razão pela qual nos reunimos em célula e da maneira como nos relacionamos com Deus e com os irmãos. O primeiro passo para o crescimento é conhecer e entender esses valores.

Cada crente é um ministro

Este é o primeiro valor inegociável. O sacerdócio universal dos crentes foi restaurado desde a reforma protestante, com Lutero. Homens de Deus morreram por essa verdade e pela prática dela. Mas ainda hoje o vírus do clericalismo mantém pessoas anestesiadas e improdutivas no corpo de Cristo. Queremos apresentar algumas razões para você fugir desse tipo de clericalismo.

  1.  O clericalismo é uma doença no corpo de Cristo
  2.  Não edificamos membros, mas discípulos
  3.  Cada crente é um produtor e não um mero consumidor ou cliente

Quando um crente compreende que ele deve produzir, e não simplesmente consumir, uma verdadeira revolução acontece em sua postura em relação à igreja local.

  •  Ele não se preocupa mais em saber o que aquela igreja pode lhe oferecer; antes, preocupa-se em saber como ele pode ser útil ali.
  •  Ele não responsabiliza mais o pastor ou algum líder pelo seu crescimento espiritual, porque sabe que pode e deve ter intimidade com Deus sem intermediário algum.
  •  Ele tem disposição para dar apoio e socorro aos novos con- vertidos nas guerras deles.
  • Se tiver que se mudar para outra cidade, ele sabe que a igreja vai junto com ele. Ele sabe que mesmo distante do prédio, a igreja acontece onde ele está.

Deus não habita no prédio da igreja

Ainda hoje, algumas pessoas consideram o prédio da igreja sa- grado, por não discernirem a verdadeira habitação de Deus – o nosso espírito.

  • Nosso prédio não é sagrado

Sagrado é o nosso corpo e a nossa vida. Pois nos foi dado por Deus para a Sua habitação e para a Sua glória.

  • Nossa casa é uma extensão da igreja

A igreja acontece em todo lugar: nas ruas, nos colégios, nos su- permercados, nos shoppings e, acima de tudo, nas casas.

  • Não esperamos que pessoas venham ao prédio, mas sim vamos até onde elas estão

Membros de igreja não podem alcançar muito para Deus; discí- pulos, porém, conquistam nações.

Se você é um ministro, onde quer que você vá, a igreja irá junto com você. Se você se mudar para outra cidade, a igreja irá junto com você.

Você não vai à igreja, mas carrega a Igreja aonde você vai.

Nossa visão é conquistar a nossa geração

A conquista de uma geração envolve muitas pessoas, em lugares e nacionalidades diferentes.

    • Mover de Deus se caracteriza com conversões

Não precisamos buscar o mover, apenas entrar nele.

    • Cremos na multiplicação das células

O mover de Deus é sinônimo de conversão, que por sua vez é sinônimo de multiplicação, o que significa que mais pessoas estão sendo livradas do inferno.

Caminhamos em unidade de linguagem, propósito e obra

Eis que o povo é um, e todos têm a mesma lingua- gem. Isto é apenas o começo; agora não haverá restri- ção para tudo que intentam fazer. (Gn 6.1)

A unidade torna a visão possível.

Respeitamos a ordenação de Deus

Para seguirmos o mover de Deus, precisamos respeitar a orde- nação que ele estabeleceu: Deus-Pai, Deus-Filho, Deus-Espírito Santo, o homem e a mulher.

Quero, entretanto, que saibais ser Cristo o cabeça de todo homem, e o homem, o cabeça da mulher, e Deus, o cabeça de Cristo. (1Co 11.3)

Cremos que a mulher é tão capaz quanto o homem e recebeu os mesmos dons da graça que os homens receberam, mas, por uma questão de ordenação, os homens devem encabeçar o governo da igreja.

Às mulheres é permitido fazer tudo o que for necessário para o ministério, mas os homens possuem o encargo do governo tanto na igreja como na família.

Por respeitarmos esse princípio, as células de adultos são lidera- das por casais onde o homem é o cabeça.

  • Todo homem recebeu a habilidade para liderar

É inadmissível que exista um homem incapaz de liderar, pois os homens foram criados para dominar e sujeitar, cumprindo assim o propósito de Deus.

  • Toda mulher recebeu a habilidade de mãe

Todavia, será preservada através de sua missão de mãe, se ela permanece em fé, e amor, e santificação, com bom senso. (1Tm 2.12-15)

Assim como o homem recebeu a habilidade para encabeçar e liderar, a mulher também recebeu a habilidade para ser mãe. Em nossa Igreja, as crianças são cuidadas pelas irmãs. Assim, a rede de crianças é um lugar onde ganhamos e ensinamos as crianças e discipulamos as mulheres casadas.

As esposas de líderes de células de adultos são estimuladas a li- derar as células de crianças, que acontecem paralelas às de adultos. Assim, toda a família é apascentada na célula, desde o menor até o maior. As esposas de discipuladores e pastores da rede de adultos discipulam essas líderes e acompanham as células de crianças e jo- vens. As mulheres lideram nas três redes da igreja: crianças, jovens. e adultos. No caso da rede de adultos, quando a mulher é casada e o marido é crente, ele deve liderar.

A esposa do líder não é o seu líder em treinamento. O líder deve ter um ou mais líderes em treinamento, que devem ser trei- nados para liderar na célula. O líder não deve delegar as tarefas da célula para a sua esposa, mas sim para o líder em treinamento, pois quando a multiplicação acontecer, a esposa ficará e o líder em treinamento vai assumir a célula. Portanto, se o líder divide a liderança com a esposa, ele perde a oportunidade de ensinar seus líderes-em-treinamento.

A esposa do líder deve auxiliá-lo liderando a célula de crianças, porque elas fazem parte do rebanho do líder. A rede de adultos é uma rede de famílias. O líder de adultos lidera famílias, não apenas adultos. A esposa do líder o auxilia assumindo as crianças, para que todos sejam apascentados devidamente. Crianças também preci- sam nascer de novo! Jesus morreu pelas crianças da mesma maneira que morreu pelos adultos!

Assim como o pastor da igreja é pastor de adultos e crianças, o líder de célula é pastor delas também. Quando investimos nas crianças, elas estimulam os pais a irem à célula. Muitos deles aca- bam perseverando na célula por causa dos seus filhos. A célula de crianças é um potencial para ganharmos famílias! As crianças atraem outras crianças, cujos pais não são crentes. Através dessas crianças, muitas famílias podem ser salvas.

Os líderes de adultos que não investem nas células de crianças perdem uma grande oportunidade de crescer, pois muitos pais não iriam a uma reunião de célula a convite de um parente ou amigo, mas muitos vão por causa da insistência dos filhos. Além disso, nos eventos de evangelismo, as células de crianças são repletas de pais que vão e se convertem. Quando a esposa do líder lidera a célula, é fácil para ela conduzir esses pais para a célula de adultos, mas quando não é ela a líder, fica mais difícil consolidá-los.

Temos, em nosso meio, muitos líderes, discipuladores e até pas- tores que se converteram através das células de crianças. Essa tem sido a nossa experiência em Goiânia. Por isso, temos mais de mil células de crianças, porque Deus tem nos dado muitos semeadores!

Células são o odre, mas a unção é o vinho novo

Ninguém põe remendo de pano novo em veste velha; porque o remendo tira parte da veste, e fica maior a rotura. Nem se põe vinho novo em odres velhos; do contrário, rompem-se os odres, derrama-se o vinho, e os odres se perdem. Mas põe-se vinho novo em odres novos, e ambos se conservam. (Mt 9.16,17)

  • O vinho aponta para o mover do Espírito

O vinho novo de Deus é sempre melhor que o velho. Foi assim na festa em Caná da Galiléia e ainda é assim hoje. Os odres existem em função do vinho; se não há vinho, os odres perdem o sentido.

  • O odre aponta para as estruturas para conter o vinho Todo mover de Deus vem acompanhado de uma estrutura para contê-lo. Nesses dias, Deus está derramando do seu Espírito numa nova onda, um novo vinho sobre a igreja.

Creio firmemente que as células são o odre de Deus para conter esse vinho.

  • Não podemos colocar o vinho novo em odres velhos

Os odres velhos são as estruturas denominacionais e as igrejas de programa. Quando tais igrejas tentam colocar o vinho novo do Espírito em odres velhos, elas perdem ambos. O vinho novo de Deus pode ser fatal para odres velhos e inflexíveis.

  • Não podemos remendar com pano novo a veste velha Muitas pessoas tentam colocar as células nas estruturas antigas para remendá-las, mas isso não é possível. Uma coisa é ser uma

igreja com células; outra coisa é ser uma igreja em células.

Servimos a apenas um Senhor

Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devo- tará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas. (Mt 6.24)

Cremos na prosperidade com propósito. Quando contribuímos, não o fazemos apenas para receber bênçãos de Deus, mas acima de tudo para declararmos o senhorio de Cristo sobre nós.

    • O lugar onde aplicamos o nosso dinheiro revela os nossos valores

Este princípio se aplica tanto às pessoas quanto à própria igreja. Se aplicarmos a maioria de nossos recursos em bens materiais, esta- mos dizendo a que damos valor.

    • Aquilo que priorizamos revela os nossos valores

Deus nunca aceita ser o segundo. Ele deve ser amado e honrado acima de todos os demais. Tudo aquilo que colocamos em primeiro lugar estabelece o seu poder sobre as nossas vidas. Sempre coloca- mos em primeiro lugar aquele a quem mais tememos e respeitamos.

Valorizamos a presença de Deus em vez de rituais mortos e tradições vazias

Não queremos apenas fazer coisas, queremos desfrutar da vida de Deus em Cristo e da presença do Espírito entre nós. Valorizamos reuniões vivas e cheias de unção. Buscamos a revelação da Palavra que resulta em impacto e mudança em nossas vidas.

As células são equilibradas com a celebração

Existem alguns valores chaves com relação às células:

  • As células são a base da Igreja.
  •  Nenhuma atividade pode concorrer com as células.
  •  Cada célula se reúne semanalmente.
  •  Edificamos células, e não apenas cultos nos lares.
  •  As células não são um departamento, são a própria Igreja.
  •  Cada nível de liderança possui um líder em treinamento.
  •  Todos os níveis de liderança estão debaixo de cobertura e supervisão.

Mas valorizamos muito, também, nossas reuniões de celebração semanais:

  • Nas celebrações, podemos fazer um tipo de oração de concor- dância vital para a conquista da cidade e a guerra espiritual.
  • Podemos dar um testemunho público muito mais forte e impactante.
  • É um tempo apropriado para o evangelismo de pessoas que não iriam a um culto.
  •  É o lugar de ensino doutrinário e diretivo ministrado pelos pastores.